Pesquisar no Blog
Papo com VET Saúde

Vacinação consciente para cães

*Dra Leniane Silva Nogueira

Atualmente, existem ao nosso alcance, baseado em evidências científicas, exames específicos que permitem detectar se os cães possuem anticorpos no organismo para combater as doenças que mais matam nossos peludos. Trata-se do exame de “Titulação de Anticorpos Vacinais” de Parvovirose, Cinomose e Hepatite Infecciosa que é realizado através do exame de sangue.

As vacinas são importantes para proteger nossos animais das terríveis doenças, mas qual é a real necessidade de vaciná-los todos os anos, com uma alta carga de vacinas?

Elas provocam a estimulação do sistema imunológico, que muitas vezes não está apto para receber esse estímulo e, na maioria das vezes, não sabemos se o animal está preparado para responder de modo adequado imunologicamente. Cada vez mais, encontramos em nossa rotina clínica, pacientes imunocomprometidos e com doenças crônico-degenerativas, por isso cada um deve ser tratado de forma individualizada e não de forma generalizada e massificada.

As vacinas, além de provocar uma reação no sistema imune para produzir anticorpos, também possuem adjuvantes como o alumínio, que causam intoxicações no organismo. Os cães estão sujeitos a se contaminarem por metais tóxicos através da água, ar, alimentação e também pelas vacinas, causando lesões no organismo que podem ser irreversíveis.

Algumas patologias associadas à intoxicação de metais tóxicos são: câncer, aterosclerose, disfunção da tireóide, problemas imunológicos, hipertensão, dermatite, Alzheimer, dentre outras.

Abaixo segue o exame de Biorressonância de Metais Tóxicos de dois cães sadios.

CÃO 1

CÃO 2

O exame mostra que mesmo os cães não apresentando nenhum sinal ou sintoma, possuem uma ressonância energeticamente elevada para alguns metais.

A seguir o exame de “Titulação de Anticorpos Vacinais” para os mesmos cães, que não recebem vacina de reforço anual há dois anos.

CÃO 1

CÃO 2

Mediante os resultados obtidos, os cães não serão submetidos à vacinação no ano de realização do exame.  Cabe destacar que estes animais têm acompanhamento veterinário constante e são submetidos a tratamento mensal com Terapia Integrativa para manutenção da saúde e bem-estar.

Portanto, antes da decisão de vacinar ou não seu pet, é preciso levá-lo ao veterinário antes da data de vencimento das vacinas anuais.  O profissional irá solicitar o exame de Titulação e avaliar se o animal está apto para ser vacinado. Tudo dependerá do estilo de vida do animal e do nível de exposição dos mesmos, lembrando que a titulação é apenas para Cinomose, Parvovirose e Hepatite Infecciosa, que são as principais doenças, necessitando que o médico veterinário avalie o esquema de vacinação das outras.

Para maiores informações sobre o assunto, você pode acompanhar as diretrizes vacinais no site da Associação Veterinária Mundial de Pequenos Animais (WSAVA), através do site  e também no site Cachorro Verde.

* Dra. Leniane Silva Nogueira é Médica Veterinária Integrativa / Funcional – CRMV-RJ 6461

Site: www.veterinariaintegrativa.com.br

 

Leia outros artigos escritos por veterinários:

Gripe Canina: o que é, como tratar e prevenir?

O tratamento de doenças endócrinas por meio de terapias naturais

Já ouviu falar em Microfisioterapia? Saiba mais!

Sem Comentários

Deixe sua resposta