Pesquisar no Blog
cão obeso
Saúde

5 riscos para o pet que está acima do peso

  • De
  • 10 de fevereiro de 2019

Seu pet é fofinho ou gordinho? Muitos tutores podem não acreditar, mas o excesso de peso em cães e gatos pode trazer muitos problemas para a saúde do animal.

Sabemos que algumas vezes é irresistível compartilhar algo que está comendo com o cão, que sabe bem fazer a cara de pedinte.

No entanto, é preciso ficar atento ao controle do peso dos cachorros e dos gatos para evitar doenças lá na frente.

A incidência da obesidade atinge de 22% a 44% dos pets no mundo, segundo estudos recentes. Segundo especialistas, a obesidade ocorre quando o excesso de peso corporal é maior que 15%, em comparação ao peso ideal.

Para saber se o seu cachorro ou gato está obeso, você pode buscar as informações sobre o peso ideal da raça. Caso tenha dúvidas sobre o peso adequado para o pet, procure um médico veterinário de confiança.

O importante é que você saiba que algumas doenças podem ser desenvolvidas devido ao excesso de peso. Por isso, destacamos para você 5 riscos para o pet que está acima do peso!

Quais os riscos para o pet acima do peso?

Risco # 1 – Dificuldade respiratória: muitos pets passam a ter mais dificuldade para respirar devido ao excesso de peso e também ficam menos dispostos a praticar exercícios.

Risco # 2 – Doenças cardiovasculares e hipertensão: o acúmulo de gordura favorece a proliferação de células que produzem substâncias inflamatórias e que se alojam nos vasos sanguíneos.

Essas placas de gordura que se formam dificultam a passagem do sangue, causando problemas cardíacos.

Risco # 3 – Doenças endocrinológicas: o ganho de peso resulta em resistência insulínica e maior risco de desenvolver diabetes e outras enfermidades.

Risco # 4 – Problemas articulares: o excesso de peso causa um aumento na tensão sobre as articulações e, como consequência, desenvolvimento de doenças articulares.

Risco # 5 – Maior incidência de câncer: a gordura estimula a inflamação crônica do corpo e a liberação de radicais livres no organismo, além de diminuir a imunidade dos animais.

Risco # 6 – Dificuldade para regular a temperatura corporal: assim, os pets sofrem de estresse térmico e exaustão pelo calor, pois a gordura atua como um isolante.

Animais obesos vivem menos

Segundo especialistas, os cães e gatos obesos podem viver cerca de dois anos e meio a menos do que os que estão com peso ideal.

Entre os fatores que contribuem para o ganho de peso dos pets estão: alta oferta de alimentos, sedentarismo, castração, enfermidades (ex: Hipotiroidismo), condições genéticas e até ansiedade.

Algumas raças de cães têm maior tendência para o ganho de peso: Labrador, Beagle, Boxer, Cocker Spaniel, Basset Hound, Teckel, entre outros. Já para os bichanos, a maior parte está apta ao ganho de peso, principalmente os gatos mestiços.

Se você está preocupado com a saúde do seu pet, não deixe de acompanhar os nossos posts. Na semana que vem falaremos sobre como ajudar o pet a perder peso de forma saudável!

Leia também:

Obesidade em pets: o que fazer?

7 dicas para a alimentação saudável do cão

Cão que não com bem pode ter mau-humor

Sem Comentários

Deixe sua resposta