Pesquisar no Blog
Dicas Saúde

Posse responsável: quais são as nossas responsabilidades com os pets?

O que é posse responsável?

Todo mundo adora ter um filhote em casa! Mas a chegada de um cão ou gato em casa traz, também, uma série de responsabilidades para o tutor. Vacinação em dia, controle de pulgas e carrapatos e escovação são algumas delas.  A médica veterinária e coordenadora técnica especialista de pets da Boehringer Ingelheim Saúde Animal, Karin Botteon, dá dicas sobre de como os tutores devem agir para garantir a saúde, segurança e qualidade de vida dos pets. Confira!

Cuidados com a alimentação

O médico-veterinário pode auxiliar os tutores com relação a estas questões nutricionais: qual ração utilizar, quantidade e frequência de consumo. Deve-se sempre evitar alimentos de seres humanos para cães e gatos, primeiramente porque a utilização de uma ração de boa qualidade e balanceada é suficiente para suprir as necessidades do pet e também porque alguns alimentos como o alho, a cebola ou o chocolate, por exemplo, podem ser tóxicos para cães e gatos.

A alimentação adequada é fundamental para a saúde do pet!

Outro importante fator é o aumento da incidência de obesidade em cães e gatos. Oferecer dietas não balanceadas e em excesso contribui para o ganho de peso e, consequentemente, para problemas de saúde do pet. Por este motivo recomenda-se adequar a quantidade de ração consumida de acordo com a idade, peso e estado de saúde do animal. Seu per come mal? Leia nossas dicas, aqui.

Vacinação

A vacinação é parte fundamental dos cuidados com os animais de estimação, já que, evita diversas enfermidades que podem ser fatais. Leptospirose, cinomose, hepatite infecciosa e parvovirose são alguns dos perigosos inimigos. Sem contar a vacinação contra a raiva, que além de obrigatória, é um exemplo claro da importância da prevenção.

Visitas ao veterinário

Assim como os seres humanos, os pets também precisam de acompanhamento médico pelo menos uma vez ao ano. O veterinário é o único profissional capaz de identificar possíveis alterações de saúde no pet e ainda orientar o tutor com relação à prevenção de diversas doenças. Por exemplo: quando e como utilizar vermífugos, quais vacinas o pet deve receber e com qual frequência, e como evitar pulgas e carrapatos, que são parasitas que podem transmitir doenças aos pets.

Proteção em dia

Proteção contra pulgas e carrapatos também é extremamente importante, já que estes parasitas podem transmitir doenças aos pets. Os cães também devem ser protegidos contra picada de mosquitos. A Leishmaniose Visceral, zoonose causada por um protozoário (Leishmania), é transmitida pela picada do mosquito-palha ou birigui. O mosquito pica o cão, que é reservatório da doença, e depois pica a pessoa, efetuando a transmissão de um para o outro. Embora exista tratamento para a Leishmaniose Visceral, a doença não tem cura e pode deixar sequelas nos animais infectados. Além disso, o custo do tratamento é alto e pode durar a vida toda do cão.

DICA! A Boehringer Ingelheim Saúde Animal oferece o Frontline Tri-Act, um novo produto da linha Frontline, exclusivo para cães, que além de agir com eficácia contra pulgas e carrapatos, também oferece repelência, de até 30 dias, contra transmissores da Leishmaniose.

Banhos

Devido à convivência tão próxima com seus tutores, os banhos são uma realidade na rotina dos animais de companhia. No entanto deve-se levar em conta que frequência muito alta de banhos pode prejudicar a saúde da pele e trazer problemas ao pet. Com exceção de banhos terapêuticos, indicados pelo médico veterinário para tratamento, uma frequência aceitável é a de intervalos quinzenais.

Além de ser importante para higiene do peludo, o banho é
uma forma de carinho!

Cuidado com a proteção dos ouvidos durante o banho também é importante para evitar que a água entre no conduto auditivo e ocasione problemas. O uso de produtos específicos para animais também é indicado, visto que a pele deles não é igual a nossa, tem o pH diferente e portanto pode sofrer irritações com o uso de produtos para seres humanos.

Passeios e brincadeiras

Cães e gatos precisam de carinho. Brincar com seus animais, sair para passear e dedicar tempo para ficar ao lado deles é importante para que eles se sintam amados, acolhidos e felizes.

Esperamos que essas dicas possam ajudar você a cuidar ainda melhor do seu pet! 🙂

Sem Comentários

Deixe sua resposta