Pesquisar no Blog
Dicas Saúde

Pets devem usar protetor solar?

  • De
  • 30 de dezembro de 2019

Com a chegada do verão e do sol intenso, é preciso ficar atento! Os cães e gatos de pele clara e sensível, albinos, com pouco pelo e ainda aqueles que passam muito tempo expostos ao sol precisam de cuidados especiais!

Assim como os humanos, os pets são muito sensíveis aos raios UVB e UVA emitidos pelo sol. A exposição excessiva pode levar ao aparecimento de queimaduras solares no focinho, nas patas e nas orelhas. Nos casos mais graves, os pets podem ter câncer de pele.

Cuidados com os pets no verão

O protetor solar auxilia na prevenção do aparecimento de doenças causadas pela exposição excessiva ao sol.

Deve-se aplicar o protetor específico para pets 30 minutos antes do peludo sair ao sol em partes do corpo sem pelo, no focinho, nas orelhas, na barriga e nas patas. E, também, reaplicar a cada duas horas. Isso vale para os passeios na rua, na praia ou quando o peludo está relaxando no quintal.

Uma orientação importante é evitar a exposição do animal ao sol entre 10 e 16 horas. Por isso, os passeios devem ser feitos no início da manhã e ao final da tarde.

Protetor solar para pet: tem sim!

Protetor solarO uso do protetor solar não é frescura, mas necessidade! Uma opção é o Hydra Reflex, que contém Fator de Proteção Solar (FPS-20), vitamina E (que age como um antioxidante biológico), D-Pantenol e Aloe vera, que promovem a regeneração celular e restauração da pele. Indicado para cães e gatos.

Você pode saber mais sobre este produto, na BitCão.

Outros cuidados importantes

Algumas dicas são fundamentais para manter o bem-estar do pet no verão:

#1 Se o seu cão vive em área externa, garanta que ele tenha sempre um local mais fresco e com sombra para se alimentar e descansar protegido do sol.

#2 A sede de cães e gatos pode aumentar com o calor. Então lembre-se de oferecer água fresca e limpa à vontade. Se notar que a água está acabando mais rapidamente, providencie um segundo bebedouro ou então um maior.

#3 Cubinhos de gelo podem ajudar a manter a água fresquinha e chamar a atenção do cão ou gato. É fácil e funciona como um incentivo à hidratação.

#4 Não permita que o pet beba água de piscinas. Ele pode tentar fazer isso se sentir muito calor, mas não é aconselhável, pois a água tem produtos químicos que podem causar vômitos e até gastrite.

Lembre-se que o cuidado com o pet neste momento é muito importante!

Leia também:

Férias e pets: cuidados importantes para a sua viagem

Saiba os cuidados essenciais que é preciso ter com os pets no verão

Está muito calor e o pet não quer comer. Como lidar?

Sem Comentários

Deixe sua resposta