Pesquisar no Blog
Saúde

Otite: o que é e como tratar o pet?

Coceira intensa nas orelhas, movimento constante de sacudir a cabeça, vermelhidão e dor nas orelhas podem ser sinais de que o pet está com otite.

Otite é a inflamação do conduto auditivo e pode ser causada por fungos, bactérias, ácaros que ocorre secundariamente a alguma agressão no local.

Quais as causas?

Entre as causas de base para o desenvolvimento do problema estão: alergias de pele, de contato e alimentar. Além de reações a medicamentos, presença de corpos estranhos no ouvido (grama, sujeira) e umidade.

Gatos podem ter?

Sim, mas são mais comuns nos cachorros, devido ao formato das suas orelhas (mais longas e pendulares). As raças mais acometidas são as de orelhudos: Basset Hound, Cocker e Dachshund. Isso porque as orelhas ficam mais abafadas, local ideal para o desenvolvimento de parasitas.

Quais regiões da orelha pode atingir?

Orelha externa (pavimento auricular), média (estruturas internas do ouvido) e interna (ruptura do tímpano).

Quais os sinais?

Vermelhidão, coceira, dor na região e produção de cerume em excesso e com odor forte.

Quais as consequências?

Se não tratada corretamente, a otite pode causar perda da audição do pet e alterações neurológicas. Por isso, aos primeiros sinais, um veterinário deverá ser consultado.

Como tratar?

É muito importante que o tratamento seja recomendado por um veterinário e seguido à risca. As “otites de repetição”, como são conhecidas, podem ser resultado da evolução da infecção e terá parasitas ainda mais resistentes aos medicamentos.

Geralmente, o veterinário recomenda a limpeza e a aplicação de um medicamento tópico (de acordo com o parasita encontrado).

Como fazer a limpeza?

1 – Deite o pet confortavelmente, com a cabeça inclinada para poder visualizar todo o conduto auditivo.

2 – Pingue a solução de limpeza (de acordo com orientação do veterinário).

3 – Massageie delicadamente o ouvido por um minuto. Para isso, coloque o polegar abaixo do ouvido, para que a solução possa penetrar melhor.

4 – Se o veterinário recomendar um medicamento, pingue a quantidade certa e massageie novamente.

Uma dica especial!

Sabia que os tratamentos naturais podem ajudar no tratamento da otite?

O suplemento Equilíbrio, da Botica Pets, foi desenvolvido para garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. A associação de nutrientes funcionais presentes no composto auxilia na eliminação de toxinas, melhorando a absorção de nutrientes, fortalecendo pele e pelos e contribuindo para equilibrar o organismo, além de estimular as defesas naturais.

Vendido em comprimidos (podendo ser oferecido como petisco ao animal), em pó (adicionado à ração ou à agua, para formar uma pasta) ou em palitinhos, o suplemento agrada aos cães por ser altamente palatável.

Conheça seus benefícios:

Cenoura: fonte de antioxidantes, vitamina A e carotenóides, que estimulam a reconstituição dos tecidos (auxiliando no tratamento de dermatites, por exemplo) e ajudam a evitar doenças cardiovasculares.

Alho: auxilia na eliminação de toxinas, tem ação germicida e estimula o sistema imunológico.  Também melhora a circulação sanguínea e ajuda a manter níveis saudáveis de colesterol.

Extrato de alcachofra: facilita a digestão, estimula o fígado e aumenta a liberação da bile, promovendo a eliminação de toxinas e a regulação do intestino.

Extrato de algas (clorela): rica em clorofila, melhora a imunidade do pet, promove a desintoxicação do organismo e estimula o crescimento e a recuperação dos tecidos.

Extrato de frutas cítricas (acerola): maior fonte de vitamina C e antioxidantes, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Também funciona como um adstringente para distúrbios hepáticos e neutraliza radicais livres.

Levedura de cerveja: é considerada um modulador do sistema imunológico por estimular as defesas naturais, além de ser fonte de vitaminas do complexo B, minerais e proteínas.

Gostou das dicas? Então leia também:

Pet doente? Saiba como a alimentação pode ajudar

5 terapias naturais para cães e gatos

Novidade para ajudar na hora de medicar o pet

Sem Comentários

Deixe sua resposta