Pesquisar no Blog
Papo com VET Saúde

Cinesioterapia em animais

Diversas são as modalidades utilizadas na Fisioterapia e Reabilitação Veterinária e, a Cinesioterapia, está entre elas. Com origem nas palavras gregas “kínesis” que significa movimento, e “therapei” que significa terapia, é a terapia pelo movimento – estudada através da cinesiologia (estudo do movimento). Com isso, é necessário entender o funcionamento dos músculos e articulações dos animais.

Os exercícios utilizados podem ser classificados em passivos – onde não há ajuda do paciente para executar o movimento; e ativos, os quais o paciente executa voluntariamente o movimento de forma livre, assistida ou resistida.

Alguns exemplos de técnicas de cinesioterapia são: mobilizações articulares, alongamento de membros, alongamento de coluna na bola (Imagem ao lado), tração, carrinho de mão, “dança”, exercícios na bola e na prancha proprioceptiva, movimentação entre cones, com obstáculos, sentar e levantar, rastejar, etc.

A utilização do goniômetro auxilia o profissional a comparar a amplitude dos movimentos antes e depois do tratamento, para acompanhar, de maneira mais precisa, a evolução do quadro.

A cinesioterapia tem como objetivo prevenir, eliminar ou diminuir os distúrbios do movimento e função, porém, também possui suas contraindicações, devendo, portanto, ser feita por um MÉDICO VETERINÁRIO ESPECIALIZADO ou por outra pessoa, com a correta indicação e instrução do profissional, para evitar prejuízos à recuperação ou até mesmo causar danos ao animal.

Por tudo isso, a cinesioterapia é de fundamental importância para a Fisioterapia, visto que “o movimento só se cura com o movimento”

*Camila Watanabe é médica veterinária especializada em Fisiatria Veterinária e Cuidados Integrativos.

Contatos:

(11) 99536-5133

e-mail: animalbalance@hotmail.com

Instagram: @balanceanimal

Leia outros artigos escritos por veterinários:

Qual o efeito do Maracujá para pets?

Vacinação consciente para cães

Gripe Canina: o que é?

Sem Comentários

Deixe sua resposta